quase sempre um erro

perde quem escolhe
mais ainda
quem não escolhe

quase sempre é um erro
quase sempre um espelho
refletindo a sombra
do que ficou pra trás
que ainda sim
persegue onde quer que eu vá

no escuro
não te deixa dormir
sempre te chamando
pra junto do travesseiro
parar e refletir

Vou voltar

e eu vim
sentido a dor
de querer ficar
mesmo sabendo
que logo
vou voltar

os dias são longos
e se não fosse
2 minutos
eu estaria ainda
subindo degraus
e encostado
em uma janela
qualquer

o sol
no final da tarde
se vai
e o sinal fecha
e o mar
fica mais longe

na noite
o silêncio
é minha música
favorita

e eu… não sou o único

O melhor? Está por vir

dos dias ruins
a glória
de viver o bem
e respirar
o ar que
purifica
e liberta
a alma
de todo o peso
e descaso
que
de passo em passo
consome
o teu peito,
te tira o sono
e faz perceber
que a vida não é
aquele sonho,
mas que
ainda sim
vale a pena
dizer que
o amor
está aqui
do meu lado
e que se,
não fosse
o acaso
eu não seria tão grato
por tudo
o que eu ainda
não vivi.
(feliz em saber)
que o melhor
está por vir!

Por isso, VIVA!

as horas
não passam devagar
quando eu tenho
palavras por perto.
e sempre penso
que o mais certo
a se fazer
é trata-las bem
com todo
meu afeto:

como eu gosto de estar aqui!

os pássaros cantando
o vento soprando
e o inverno
passando
e assim
eu vou dando
vida pra tudo isso
e é por isso
que eu vivo:

como é bom estar aqui!

e eu te digo
que vale a pena
lembrar
nem que seja
por uns minutinhos:
jamais estaremos sozinhos!
por isso
o melhor a fazer
é viver:

por isso, viva!

Por uma vida sem régua

quebra,
quebra essa régua
que te faz
querer mais
e ser cada vez menos
bom pra si

quebra,
o silêncio
que leva no peito
pois
sem sossego
a vida não tem jeito

chora,
não chora
não sabe nem a hora
de ir embora
e vai,
o agora vigora

quero,
nem quero
o que tens aí
não faz sentido
o que enfim
seria bom pra mim

mas até breve,
talvez eu volte
não sei também
quem sabe se
os anjos cantarem
amém

Tempo mau

analisando
números
mastigando
saliva
olhando
pro vento bater
na árvore do lado
respondendo
a mensagem do dia anterior
a tranquilidade
quando a similaridade
é maior que 80%
sabendo que
não vai precisar
alterar linha alguma
e sentindo
o calor
que no entardecer
morre de frio
procurando o vazio
para ocupar-se
e não lamentar
o relógio
que não gira
como deveria passar

Que, alguém

eu queria
alguém que
nos dias de chuva
tomasse chá
para brigarmos
pelo edredom
alguém que
nos dias de sol
falasse baixo
pra escutar melhor
o sol se por
alguém que
me mandasse a merda
por que eu dormi até tarde
alguém
pra dividir
o marcador de páginas
e para dar
o meu travesseiro
alguém
pra me pedir
chocolate
ou pra pedir uma pizza
ou pra pedir
pra buscar só as oito
e sair só as dez
alguém que
entendesse
o que os olhos falam
e pra rir
quando um prato quebrar
alguém
com sede
e que me ajude
a não deixar faltar
cerveja na geladeira
e que reclame
uma semana inteira
por eu
simplesmente
não notar
nem perceber
que tudo isso
ainda há
de ser